Propaganda subliminar de Souza Cruz gera indenização de R$ 14 milhões


O juiz de Direito da 4ª Vara Cível de Brasília, Robson Barbosa de Azevedo, condenou a Souza Cruz S/A, Standart Ogilvy & Mather Ltda e Conspiração Filmes e Entretenimento S/A ao pagamento de indenização por danos morais difusos no valor de R$ 14 milhões ao fundo de que trata o artigo 13 da Lei 7.347/85, e à veiculação de contrapropaganda elaborada pelo Ministério da Saúde. Segundo a ação ajuizada pelo Ministério Público do DF e Territórios, as rés uniram-se para criar e veicular publicidade antijurídica de tabaco, usando mensagens subliminares e técnicas para atingir crianças e adolescentes – público que não reúne condições para julgar as coisas clara e sensatamente. A propaganda, levada ao ar em horários legalmente proibidos, foi suspensa conforme acordo judicial, entretanto a contrapropaganda não foi obtida amigavelmente.
 
O laudo da publicidade elaborado pelo Instituto de Criminalística do DF analisou as imagens e a transcrição do áudio, revelando silhueta de pessoa com cigarro, a imagem de mulher fumando, pessoas fumando carteira de cigarros e as mensagens escritas na propaganda. E conclui: “As imagens revelam forte apelo e atratividade do público infanto-juvenil pela propaganda do cigarro, sem prejuízo de alcance do público em geral, mas o texto revela um contexto nítido de dedicação aos jovens”.

 

foto.jpg
Ótima previsão

 
Proibir a propaganda e não proibir a produção e o consumo só não é mais contraditório que fumar e depois ir pra academia pra cuidar da saúde.
 
Texto completo em Mundo Legal

Post to Twitter Post to Facebook Send Gmail

  1. #1 by Eduardo Habkost on 7/03/2006 - 09:50

    Proibir a propaganda e não proibir a produção e o consumo só não é mais contraditório que fumar e depois ir pra academia pra cuidar da saúde.

    Como se proibir a produção e o consumo “funcionasse”. Afinal, ninguém compra maconha e os traficantes de drogas estão todos pobres, porque não têm cliente algum. ;)

  2. #2 by melo on 7/03/2006 - 13:45

    Poisé. Na verdade mesmo, todas as drogas deviam ser legalizadas. Afinal, quem quer se matar desta maneira tem todo o direito, e ia poder fazer isso de uma forma legalizada.

  3. #3 by Janos on 8/03/2006 - 03:54

    O que não é direito é condicionar crianças e adolescentes para ligarem inconscientemente a liberdade, a constestação e a maturidade com vícios prejudiciais à saúde. Todos estão livres para fumar, mas ninguém precisa fumar para ser livre. Algumas pessoas acham que os não-fumantes querem uma ditadura da saúde ou o fim da liberdade de escolha.

  4. #4 by Andre on 8/03/2006 - 09:26

    Ah, sim, legal…

    Os fumantes sao livres para fazer oq quiserem, mas eu tenho q ficar aguentando a fumaca do cigarro…

  5. #5 by Squidy on 8/03/2006 - 10:05

    “Os fumantes sao livres para fazer oq quiserem, mas eu tenho q ficar aguentando a fumaca do cigarro…”

    Isso da idéias.. por que ainda nao inventaram o “capacete de fumantes”. Tipo, um capacete com um buraquinho só para o cigarro. Onde o fumante fuma e a fumaça fica presa dentro do capacete. Não incomoda ninguem, e o fumante não deixa escapar uma fumacinha.. aproveita tudo.

  6. #6 by Kátia on 8/03/2006 - 11:10

    Apesar de achar que quem quer se acabar fumando, que se acabe (contanto que use o capacete sugerido pelo Squidy porque eu não pedi para ser fumante passiva) também sou contra a exibição de propagandas que exibem efeitos do uso do cigarro bem longe da realidade.
    Tomara que comecem a exigir honestidade nas propagandas porque esperarei ansiosamente pela reforma nas propagandas de emagrecedores e sabão em pó. :P

  7. #7 by melo on 8/03/2006 - 13:33

    A coisa que me dá mais raiva no cigarro é quando estou caminhando na mesma velocidade que alguém que está a uns 3 passos na minha frente, e essa pessoa acende um cigarro, sobrando fumaça para mim o resto do percurso todo.

    Agora já aprendi o que fazer. Aperto o passo, e no momento que estou “ultrapassando” ela, dou uma 3 tossidas bem fortes em sua orelha.

    Pros que já queimaram todos os neurônios fumando e reclamam da minha “invasão”, eu explico gentilmente o motivo da “indireta”.

  8. #8 by Maicon on 8/03/2006 - 21:31

    mas afinal de contas, que propaganda é essa???

    [melo] É subliminar, não lesse no texto? ;)

  9. #9 by Tatiana on 9/03/2006 - 17:53

    Qta hipocrisia… a bebida mata mais pessoas no mundo que o cigarro e ninguém fala nada! E as propagandas apelativas com maravilhosas (os) modelos, fala sério! Pq será que a bebida não é tão “bombardeada”???

    [melo] Pq quando você bebe, a pessoa que está do seu lado não é considerada alcoólatra passiva. Como eu já disse, quer se matar fumando, fique à vontade. Mas que a sua fumaça fique bem longe de mim!

  10. #10 by fernando on 12/06/2008 - 16:06

    conheço muias pessoas que começaram a fumar porque o cigarro estava sempre associado a imagens positivas,de sensualidade,status,elegância,portanto o poder da propaganda é real e tem que ser proibidaseja subliminar ou não

(não será publicado)