Posts Tagged teste paternidade

Teste de paternidade(DNA) grátis. Humilhação também.

O norte-americano Maurice Richard Povich é um famoso apresentador de um talk show chamado Maury – que também vem a ser o apelido do apresentador.
 
A atração mais famosa do seu programa é o famoso teste de paternidade (um salve ao nosso saudoso Ratinho), onde mulheres que não conhecem nenhum método anti-concepcional armam um circo em rede nacional para tentar provar que o cara que ela foi pra cama sem proteção depois de dar dois beijinhos bêbada no final do baile funk é o pai do bacurizinho que ela acabou de colocar no mundo.
 
Aqui vão alguns vídeos sobre esse quadro apresentado no Maury, agrupados porque em todos foi pronunciada a frase You’re NOT the father (Você NÃO é o pai). Basicamente era a única tradução que você tinha que saber para acompanhar os vídeos, mas eu vou ser legal e explicar um por um.
 
1) A legenda que o gerador de caracteres coloca no rodapé da página já explica muita coisa. “João diz que 11 homens terem feito teste de DNA prova que Maria não tem a menor idéia de quem é o pai da sua filha”. Exato, ONZE:


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
Vamos ao décimo segundo. Ou quem sabe ao treze da sorte…
 
2) Resumindo, mulher 5.000% convencida baixa a bola depois de exame de DNA provar que dançarino cover do Michael Jackson não é pai de seu filho:


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
Impressionante como 5.000% de certeza podem ser tão menores que míseros 100%.
 
3) A próxima achou que o caminho a se seguir seria levantar dúvidas sobre o funcionamento do exame do DNA. “Está errado, está errado”.


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
Felizmente o ex-futuro-pai da criança aceitou fazer o exame de novo. Quem sabe na segunda humilhação pública a moça aprenda a importância de usar camisinha.
 
4) De novo começando com a tradução da legenda do rodapé: “Eu dormi com 5 homens. Qual deles é o pai do meu filho?”


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
Impressionante mesmo foi encontrar 5 homens dispostos a fazer sexo com ela.
 
5) O caso seguinte é um pouco mais complicado, porque a “mãe abandonada” tinha apenas 16 anos quando ficou grávida. Vamos ao resultado:


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
Depois da abertura do envelope, a revelação: “Jovem de 17 anos diz que outros 6 garotos podem ser o pai de seu bebê“. Isso, 16 anos e fez sexo sem proteção com SETE homens num período relativamente curto de tempo. E a mãe ainda vai consolar a pobrezinha.
 
6) Resumo da história: a) Mulher revela ao seu marido que o filho do casal pode não ser dele; b) Marido fica puto e pergunta quem é o pai; c) Mulher revela que o pai pode ser o seu cunhado, mais conhecido como Dave, o irmão de seu marido; c) Marido fica magoadíssimo; d) Dave entra em cena; e) Marido discute com Dave, e fala que o pior problema não é nem ele ter furunfado com a esposa, e sim a possibilidade de que o filho que ele ama tanto ser na verdade do irmão; f) Dave fala que isso não importa, porque o filho vai ser do marido de qualquer maneira; g) Suspense, comoção geral, o envelope com o resultado é aberto; h) Para alegria geral de todos, Dave NÃO é o pai da criança!; i) Marido felicíssimo abraça o irmão e fala “Eu te disse que o filho era meu!”;


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
m) Infelizmente o segundo teste revela que o marido TAMBÉM NÃO É O PAI DA CRIANÇA… Destaque para a trilha sonora brilhantemente inserida no vídeo. Parabéns a todos os envolvidos. E você nem notou que eu pulei do i) direto pro m).
 
7) No próximo, um marido (branco) que aparenta amar demais sua mulher (branca também) e seu filho (mulato) descobre que melanina não é uma coisa que surge espontaneamente na pele de uma criança:


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
Coitado, desse eu fiquei com pena. Nem tanto por ter levado galho, e sim porque o rosto dela foi a 1a coisa que ele viu quando acordou durante anos.
 
8 ) E pra acabar, uma versão sensacionalista de um milagre muito mal contado pela Bíblia:


Link do vídeo, pro pessoal do feed

 
Espírito Santo, a.k.a. Ricardão. Destruindo lares desde o ano 0 d.C.
 
No que tange à atrações destes programas de auditório, só tem uma coisa melhor que estes testes de paternidade. Os extintos testes de fidelidade.
 
Volta, João Kléber!
 

Post to Twitter Post to Facebook Send Gmail

, , , ,

14 Comentários